Apenas os eventos, rifas e as demais ações postadas neste blog serão usados em prol do tratamento do Arthur.

ATÉ AQUI NOS AJUDOU O SENHOR
I Samuel 7.12

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010





- Valor R$ 20,00 (camiseta + feijoada),
- Bebidas não estão inclusas, serão vendidas a parte.
- Crianças até 06 anos não pagam.
- Crianças à partir de 07 anos pagam como adulto (R$ 20,00)
- Tamanhos: P M G e GG


Pesquisa confirma papel-chave de células-tronco cancerígenas

WASHINGTON — Os portadores de leucemia com células-tronco cancerígenas particularmente ativas têm um prognóstico menos favorável, revela uma pesquisa publicada nesta terça-feira no Journal of the American Medical Association (Jama).
O trabalho confirma a hipótese de que as células-tronco cancerígenas têm papel na resistência de certos tipos de câncer a tratamentos, e também na reincidência.
Alguns tipos de câncer poderiam derivar desta pequena população de células cancerígenas particularmente pouco sensíveis aos tratamentos e capazes de se regenerar, destacam os autores do estudo, da Faculdade de Medicina da Universidade Stanford, na Califórnia.
Estas células também poderiam ser utilizadas para prever a evolução de certos tipos de câncer, assim como para adaptar os tratamentos.
"As implicações clínicas deste conceito são enormes", disse o doutor Ash Alizadeh, professor de oncologia em Stanford e um dos autores do estudo.
"Se não conseguirmos conceber terapias que visem as células capazes de se regenerar e resistentes à quimioterapia, os pacientes continuarão a sofrer recaídas".
O estudo envolveu cerca de mil pacientes com leucemia mieloblástica aguda, o tipo de câncer de sangue mais agressivo, que eram tratados na Grã-Bretanha, Alemanha, Japão e Estados Unidos.
Os pesquisadores compararam os níveis de atividade dos genes das células-tronco dos pacientes e constataram que quanto mais alto, menor era a chance de sobrevivência.
Fonte: AFP
quinta-feira, 16 de dezembro de 2010



*Colaborou: Alexandre Versignassi

No mês mundial de combate à AIDS, pesquisadores comemoram um avanço: relatório publicado na última semana aponta que o transplante de célula tronco pode ter curado um paciente com HIV.
O nome do agora HIV negativo é Timothy Ray Brown, também conhecido como “paciente de Berlim”. Ele recebeu o transplante em 2007 como parte de um tratamento para a leucemia. O relatório publicado pelos seus médicos no dia 8 de dezembro na revista Blood afirma que os resultados de testes extensivos “sugerem fortemente que a cura da infecção pelo HIV foi alcançada”.

O caso de Brown foi noticiado pela primeira vez em 2008,  quando os primeiros testes pós-cirurgia apontaram negativo pra HIV. Desde esse período, o caso do “paciente de Berlim” vem sendo acompanhado. E os testes continuaram dando negativo. O que os médicos divulgaram agora é que o paciente chegou ao quarto ano pós transplante de medula aparentemente livre do HIV. Ou seja: a chance de que ele esteja mesmo curado é muito maior, depois de tanto tempo e de tantos testes.

O resultado não significa a prova de uma cura para o vírus, que já dizimou mais de 25 milhões de pessoas e hoje se hospeda no organismo de outros 35 milhões. Mas a notícia abre caminho para a construção de uma cura definitiva para o HIV através de células-tronco geneticamente modificadas. O passo seguinte é testar o método (transplante de medula com célula tronco) em voluntários. E ver se dá certo com mais gente.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010


O Programa Binacional de Terapia Celular Brasil/Argentina e a Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) promovem, de segunda (6) a sábado (11), no Parque Tecnológico da PUCPR, o Curso de Isolamento e Cultivo de Células-Tronco Mesenquimais em Condições GMP (Good manufacturing practice).

Patrocinado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) do Ministério da Educação, o curso reunirá as maiores autoridades em células-tronco do Brasil e Argentina e contará com cerca de 70 participantes dos dois países.
Segundo o coordenador do Núcleo de Tecnologia Celular da PUCPR e do Programa Binacional de Terapia Celular Brasil/Argentina, Paulo Roberto Brofman, o curso é a primeira atividade do Programa e tem como objetivo discutir e estabelecer as normas de cultivo com células-tronco mesenquimais, além de formar mão-de-obra qualificada para atuação em pesquisas nos dois países.


As células-tronco mesenquimais são células progenitoras encontradas em muitos tecidos adultos e apresentam um grande potencial em terapia celular pela capacidade de se diferenciar in vitro em vários tipos de tecidos.

Entre os palestrantes do curso, destaque para o coordenador do Center for International Blood and Marrow Transplant Research (CIBMTR) dos Estados Unidos, Marcelo Pasquini, que falará sobre o desenvolvimento do registro internacional de terapia celular. Fernando J. Pitossi, do Laboratory of Regenerative and Protective Therapies of the CNS (Leloir) da Argentina, uma das maiores autoridades em células-tronco mesenquimais e doenças neurológicas, falará sobre terapia genética com células-tronco mesenquimais.

Outros destaques são a coordenadora do Banco Público de Sangue de Cordão Umbilical da Argentina, Cecília Gamba; Julio Cesar Voltarelli, da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; Rosalia Mendez Otero, da Universidade Federal do Rio de Janeiro e Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho; Antonio Carlos Campos de Carvalho, do Instituto Nacional de Cardiologia (RJ) e coordenador da Rede Nacional de Terapia Celular; e Ricardo Ribeiro dos Santos, do Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz – Fiocruz e coordenador do Centro de Tecnologia Celular da Bahia.

Assessoria de Comunicação da APC

Fonte: Planeta Universitário

Tradutor

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

Bem vindos!!



Criamos este blog para ajudar na Campanha pela recuperação
do Arthur com o transplante de células -tronco que será feito
na China.
Saiba todas as formas de se envolver na campanha
em busca de uma qualidade de vida para o Arthur.
Junte-se á nós,abrace essa causa
ENVOLVA-SE

Ajude doando e divulgando essa campanha.

Adriana e Edvaldo
(pais do Arthur)

Arthurzinho!

Roy Tanck's Flickr Widget requires Flash Player 9 or better.

Rotary promove jantar em Prol da Campanha

Roy Tanck's Flickr Widget requires Flash Player 9 or better.

Seguidores






Tecnologia do Blogger.